quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Série: O amor atravessa todos os tempos


Série: O amor atravessa todos os tempos
Autor: Kerstin Gier
Editora: Contraponto (Rubi e Safira)



Esta é a primeira vez que vou fazer este tipo de post, até porque nunca tinha comentado toda uma série de livros. Basicamente, vou dar a minha opinião em geral da série, para quem estiver interessado em ler, e quer saber se realmente vale a pena.

Para começar esta é uma trilogia do género literatura fantástica, mas mais destinada aos leitores mais novos. Retrata a história de Gwendolyn Shepherd, uma jovem de dezasseis anos que pertence a uma família de portadores de um gene raro, que permite a viagem no tempo. Todos pensavam que era Charlotte, a prima de Gwen, a ser portadora do gene, mas na realidade é a própria Gwen. A revelação cai que nem uma bomba na casa de Gwen e esta de repente vê-se envolvida numa sociedade secular cheia de individualidades importantes e pessoas misteriosas. Para além disso é lhe incumbida a tarefa de conseguir recolher o sangue dos doze viajantes no tempo, pois quando isso acontecer o "círculo" pode finalmente fechar-se e será revelado um enorme segredo que poderá mudar o mundo. Para tudo isto, Gwen terá a ajuda de outro viajante no tempo, Gideon, o representante da linhagem masculina.

O primeiro livro, Rubi, funciona um pouco como a introdução da história. Quase todo o livro retrata a forma como Gwen é introduzida na sociedade e nas viagens no tempo. Só mais para o final do livro é que a ação propriamente dita começa. Já no segundo livro, temos uma história mais interessante, uma vez que começa a "caça ao tesouro" para tentar desvendar as pistas que lhe são deixadas por várias pessoa. Já no último livro, tudo começa finalmente a fazer algum sentido já que temos as revelações finais.

No geral, adorei todos os livros, embora na minha opinião o melhor seja o último. Talvez porque tudo começa a compor-se, embora o final me deixe ainda com algumas dúvidas.

No que toca aos personagens, a minha preferida foi de longe a Gwendolyn. A sério, acho que nunca me ri tanto com uma personagem. A Gwen tem muita personalidade e um sentido de humor espetacular capaz de nos fazer arrancar umas quantas gargalhadas durante a história. Acho que mesmo nos momentos mais tristes (que sim, também vão acontecer) acontece sempre qualquer coisa que me fazia rir. Criei uma verdadeira afinidade por esta personagem e fiquei com imensa pena de a ver partir quando acabei a trilogia. Já relativamente ao outro protagonista, o Gideon, é mais uma relação de amor-ódio. Ao início não gostava muito dele, achava-o arrogante e convencido, mas à medida que a história avança e o começamos a conhecer melhor, também consegui criar uma empatia por ele, embora de vez em quando me apetecesse dar-lhe um bom par de estalos. No entanto, os momentos entre o Gideon e a Gwen são muito fofos.

Por fim, gostaria de terminar apenas dizendo que fiquei muito chateada com o facto de terem cancelado esta série em Portugal. A sério, só faltava um livro! Mas pelos vistos a Contraponto apercebeu-se que esta série não estava a dar lucro e cancelou-a. Deviam ter pensado nisso antes, em vez de deixarem os fãs sem saber como concluir a série. Não me parece que cancelar precisamente antes do lançamento tenha ajudado no que toca a lucros. Enfim, vamos esperar e ver se alguma editora decide pegar nesta série e conclui-la.

2 comentários:

  1. olá! vc leu por qual formato? assisti os filmes e fiquei muito interessada nos livros, porém, assim como os filmes, estou com dificuldade pra achar os livros traduzidos. se vc souber de alguma fonte em pt. poderia me informar? fiz a tradução do smaragdgrün (filme) e to pensando em traduzir os livros, mas to sem tempo agora. grata.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá! Os primeiros dois livros comprei, em Portugal chegaram a ser editados. No que toca ao último livro, Esmeralda, arranjei um pdf na internet em espanhol. Não conheço nenhum site que forneça os livros em português, normalmente costumo ler os livros físicos, o caso de Esmeralda foi diferente porque não iria ser publicado em Portugal. Não me lembro qual foi o site onde encontrei o pdf em espanhol porque já foi há bastante tempo que o encontrei. Peço desculpas por não poder ajudar mais...

      Eliminar