sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Quando aqui estavas

Título original: When you where here
Autor: Daisy Whitney
Nº de páginas: 248
Preço: 16,90€
Editora: Asa

"A mãe de Danny perdeu a batalha de cinco anos contra o cancro, três semanas antes de ele acabar o secundário - o dia porque ela mais esperara.
Agora Danny fica sozinho, apenas com as suas memórias, o seu cão, e a ex-namorada que lhe destroçou o coração. Não sabe o que fazer com a casa, o que dizer no dia da formatura, e muito menos como viver ou ser feliz.
Então uma carta de uma amiga da mãe em Tóquio fá-lo largar tudo e viajar até ao outro lado do mundo para descobrir os segredos da mãe - e perceber por que motivo os seus últimos meses foram tão cheios de alegria. Porém, não é capaz de encontrar as respostas ou de fugir às complexidades da sua relação com Holland apenas por atravessar o oceano. Porém, entre as flores de cerejeira, os templos e as multidões da cidade de néon, e com a ajuda de uma jovem japonesa amiga da mãe, começa a ver que talvez não tenha sido a magia antiga ou os tratamentos místicos que faziam a mãe regressar ao Japão. Talvez o segredo de como viver resida na forma como ela morreu. E como amou."


Opinião
O que dizer sobre este livro... Acho que o facto de lhe ter dado 5 estrelas já diz alguma coisa. Bem... não estava há espera. Este foi o primeiro livro que li de Daisy Whitney e depois de o ler tive vontade de correr à livraria mais próxima e comprar outro dela. Adorei. Simplesmente.

Tudo começa com um fim. Neste caso o fim da vida da mãe de Danny. Quando ela morre Danny fica sozinho, com uma irmã que partiu para a China para "encontrar as suas origens", uma namorada que o abandonou sem lhe dar explicações e uma cadela, Sandy Koufax, a única que não o deixou. Danny não sabe o que fazer com a sua vida, não sabe o que dizer no dia da formatura (o dia que a mãe mais esperava) e não sabe como voltar a ser feliz. É então que lhe chega às mãos uma carta de Kana, uma amiga da mãe no Japão. A mãe deslocava-se lá frequentemente para fazer tratamentos para o cancro que a consumia. E Danny deixa tudo para trás e viaja até ao Japão, na esperança de encontrar a razão para a felicidade da mãe.

Devorei este livro. Tinha planeado demorar cerca de duas semanas, mas foi com alguma dificuldade que o estendi por uma semana. Por mim, tinha-o lido numa tarde. É de leitura fácil e fluída e deixa-nos completamente surpreendidos com as revelações que nos são feitas ao longo da história e que contribuem para que fiquemos ainda mais agarrados ao livro.

Apesar de ser um livro que aborda a temática do cancro, tem alguma comédia. A Kana é simplesmente brilhante e vai ajudar o Danny a encontrar o seu caminho.

Recomendo mesmo, mesmo, mesmo este livro. Foi sem dúvida um dos melhores que li este ano.

Citações
"Acabou por se revelar vidente. Passado um mês, o meu pai morreu quando um camião o abalroou em Quioto. Um ano depois, diagnosticaram o cancro à minha mãe. Seis anos depois, Laini nem sequer me envia um cartão de parabéns para a minha cerimónia de formatura."

"Estendo a mão para o envelope. É dirigido a mim, o meu nome está escrito como se fosse um exercício de caligrafia com algum tipo de caneta de ponta de feltro. O selo é japonês e o nome no endereço do remetente, «Kana Miyoshi», é tão familiar. O meu cérebro está a sentir picadelas, como se alguém estivesse a bater com agulhas na minha cabeça, a tentar desencadear uma recordação. Kana Miyoshi."

"Lista os remédios e anota se os frascos foram abertos. A maioria está assinalada não aberta. Estranho.

"-Também estava sempre bem-disposta. Sobretudo daquela vez que a tua irmã veio com ela. Rapariga simpática, a tua irmã."

Personagens
  • Danny Kellerman
  • Holland
  • Kana Miyoshi
  • Kate
  • Elizabeth Kellerman
  • Laini Kellerman
Excerto
Podes ler aqui um excerto do livro

A minha opinião no Goodreads: Quando aqui estavas
5*

Sem comentários:

Enviar um comentário