segunda-feira, 20 de abril de 2015

Julieta

Título original: Juliet
Autor: Anne Fortier
Nº de páginas: 505
Preço: 19,95€
Editora: Planeta

"Julieta, um ambicioso e sedutor romance, segue a odisseia de uma jovem que descobre que as origens da sua família remontam aos amores frustrados dos dois maiores amantes da literatura: Romeu e Julieta.
Quando Julie Jacobs herda a chave de um cofre em Siena, Itália, dizem-lhe que ela conduzi-la-á a um tesouro de família. A jovem lança-se numa jornada tortuosa e perigosa, mergulhando na história da sua antepassada Julieta, cujo amor lendário por um jovem chamado Romeu abanou os alicerces da Siena medieval.
À medida que Julie se cruza com os descendentes das famílias envolvidas no inesquecível conflito familiar de Shakespeare, começa a perceber que a conhecida maldição - «Malditas sejam as vossas casas!» - continua actual e que ela é o alvo seguinte. Parece que a única pessoa capaz de salvar Julie é Romeu -  mas onde está ele?"


Opinião
Quando a tia Rosa morre, Julie Jacobs é obrigada a voltar a casa e a encarar a irmã, Janice, com quem tem uma relação complicada. Julie sempre tratou bem a tia, ao contrário de Janice, por isso quando chega a altura de ler o testamento, está confiante de que vai conseguir dar uma lição à irmã. Só que o destino troca-lhe as voltas e a tia deixa todos os bens a Janice e a Julie apenas uma carta, onde lhe pede que vá até Siena, Itália, e que tente descobrir o tesouro que a mãe das irmãs, Diana, pensa ter descoberto. Também descobre que afinal o seu nome é Julieta Tolomei.

Depois de partir para Siena, Julieta conhece Eva Maria e o seu sobrinho Alessandro, que não gosta lá muito dela. Também encontra várias pista acerca do tesouro da mãe e que a sua família está amaldiçoada. Numa série de eventos, Julieta descobre que a verdadeira história de Romeu e Julieta aconteceu afinal em Siena e não em Verona, como Shakespeare escreveu e que ela é descendente da verdadeira Julieta.

Eu simplesmente adorei este livro. Gostei muito da história e das personagens.

Os capítulos da história original de Romeu e Julieta ficaram muito bem encaixados no meio da narrativa principal.

Apesar de ser uma personagens um pouco odiada no livro, eu adorei a Janice. Ela é super engraçada e consegue sempre encontrar uma explicação simples para tudo o que acontece.

O Alessandro começou por me irritar um bocadinho mas depois lá para o meio já comecei a gostar dele. Ele é muito protetor para com a Julieta e é muito fofinho.

Gostei do facto da relação das irmãs ter crescido ao longo do livro. No início nem se podiam ver mas lá para o fim já não conseguiam viver uma sem a outro.

O enredo da história também estava muito bem construído. No entanto, acho que o final foi um pouco confuso. Foi tudo demasiado rápido na minha opinião.

Por fim, gostaria apenas de dizer que pelas descrições da autora fiquei com uma enorme vontade de visitar Siena e toda a região retratada no livro.
Citações
"- A verdade é que... - disse ele, olhando para mim com alguma pena. - A senhora Jacobs mudou de ideias e decidiu deixar tudo à menina Janice."

"- Desculpe. Sou muito metediça. O meu nome é Eva Maria Salimbeni.
- Julie... Julieta Tolomei.
A mulher quase caiu da cadeira."

"Enquanto esperava pelo inevitável, o som do bater do meu coração foi afogado pelo rugido de uma moto. E em vez de ver aparecer o bandido, triunfante, à entrada do beco, vi uma moto negra cintilante a passar, como um raio."

"- Toda a minha vida fugi do meu destino.
- E conseguiu?
- Durante algum tempo - respondeu ele, depois de pensar um pouco. - Mas, sabe, ele apanha-nos sempre, por mais que fujamos."
Personagens
  • Julie Jacobs/Julieta Tolomei
  • Alessandro Santini
  • Janice Jacobs/Giannozza Tolomei
  • Umberto
  • Eva Maria Salimbeni
  • Mestre Lippi
  • Julieta Tolomei (1340)
  • Romeu Marescotti (1340)
  • Dom Salimbeni (1340)
  • Frei Lourenço (1340)
  • Mestre Ambroglio (1340)
  • Nino Salimbeni (1340)
  • Dona Mina Salimbeni (1370)
Excerto
Dizem que morri.
O meu coração parou e deixei de respirar. Aos olhos do mundo, morri mesmo. Dizem que estive morta três ou quatro minutos. Pessoalmente, começo a pensar que a morte é apenas uma questão de opinião.
Suponho que tinha obrigação de saber, mas queria tanto acreditar que desta vez a tragédia, a velha e lamentável tragédia, não se repetiria! Que desta vez ficaríamos juntos para sempre, Romeu e eu, que o nosso amor nunca mais ficaria em suspenso durante séculos sombrios de desterro e morte!
Mas não se pode enganar o Bardo e assim morri supostamente como devia quando fiquei sem palavras e caí no poço da criação.
Ó pena feliz, aqui tens a tua folha.
E tinta. Comecemos.
A minha opinião no Goodreads: Julieta

5*

2 comentários:

  1. Parece ser giro! Sempre quis ler o original de Shakespeare, mas também vou adicionar este à minha lista de futuras leituras XD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Neechan, aconselho-te mesmo a ler este livro. Foi provavelmente o melhor que li este ano e ficou na minha lista de livros preferidos!!!

      Eliminar