quinta-feira, 25 de junho de 2015

Segredos de Paris

Título original: Secrets of Paris
Autor: Luanne Rice
Nº de páginas: 344
Preço: 15,50€
Editora: Quinta Essência

"Lydie McBride sempre viveu a vida ao máximo. Mas quando uma tragédia impensável atinge a sua família tudo aquilo em que acredita se estilhaça. Michael, o seu marido aquiteto, vê a paixão desaparecer dos olhos de Lydie e do seu casamento, e espera que uma temporada de trabalho em Paris os ajude a regenerar o amor que noutros tempos parecera inatacável. Mas a Cidade das Luzes contém segredos e seduções para ambos. Enquanto Michael se dedica ao seu projeto de design no Louvre - e cai na esfera de ação de uma francesa misteriosa, sedutora -, Lydie encontra inspiração para o seu trabalho como designer de ambientes e enceta uma amizade com duas mulheres muitíssimo diferentes que a irão tornar capaz de encontrar uma nova vida. Haverá lugar para o homem com que sempre quis partilhar essa vida... se conseguir encontrá-lo?"
Opinião
Quando o seu pai comete o suicídio e arrasta consigo para a morte a amante, Lydie sente-se perdida e sem conseguir encontrar um rumo para a vida. Michael, o seu marido, quer ajudá-la, mas a jovem acaba por fechar-se, afastando-o. Quando Michael consegue um trabalho no Louvre, vê a sua oportunidade para conseguir animar um pouco Lydie. Só que esta, apesar de aceitar ir com o marido, não se mostra nem um pouco entusiasmada com a ideia de passar um ano em Paris.

No entanto, a sua passagem por Paris acaba por ser tudo menos um período para passarem um com o outro. Michael apaixona-se por Anne Dumas, uma mulher que também trabalhava no Louvre. Encantado por ela, e desiludido com Lydie, acaba por deixar a mulher e ir viver com Anne.


Lydie, por sua vez trava amizade com Patrice, uma mulher americana e rica, e com Kelly, uma filipina cujo maior sonho é conseguir emigrar para os Estados Unidos.


Relativamente às personagens, posso dizer que só me apeteceu bater em quase todas. Lydie passa a maior parte do livro perdida e sem saber o que fazer. Michael, primeiro gosta da Lydie, depois gosta da Anne, depois já gosta da Lydie outra vez... enfim, decide-te! Patrice pareceu-me uma mulher super mimada. Acho que a única que realmente se safou foi a Kelly, que lutou pelo seu sonho.


Uma das coisas que mais gosto quando leio um livro que se passa numa cidade que eu gostava de conhecer, é o facto de me despertar uma espécie de vontade de me meter num avião e ir até lá. Mas este livro nem isso conseguiu, o que é bastante frustrante, pois eu adoro Paris.


Este livro, infelizmente, acabou por se revelar uma história que não me cativou. Tinha os ingredientes todos para ser uma leitura interessante, mas parece-me que a autora não soube construir bem a história. Ao longo das mais de 300 páginas, nada de realmente importante acontece. No entanto, o final acaba por conseguir salvar um pouco a história. Mas o final da Kelly deixou-me tipo "a sério? isto vai mesmo acabar assim?".


No entanto, gostava de acrescentar que não deixem de ler este livro, porque pode mesmo ser a minha disposição no momento em que o li que me fizeram ter esta opinião um pouco negativa. Há alturas da nossa vida em que certos livros não nos tocam, mas se os voltarmos a ler até podem despertar-nos alguns sentimentos.


Citações
"Michael McBride amava uma outra pessoa e Lydie não sabia. Era francesa, trabalhava no Louvre."

"Michael acompanhou Didier pelo Louvre tentando não pensar em Lydie nem em Anne, mas dominado por ambas."

"Foi então que lhe ocorreu: o cabelo aclarado pelo sol, as ausências, tudo.
- Estás a ter um caso? - perguntou.
- Gosto de uma pessoa - respondeu."

"Num gabinete da secção consular americana, Kelly sentiu os olhos rasos de lágrimas. Pela primeira vez na sua vida encontrava-se em solo americano. Pouco importava se ficava em França."

Excerto
Lê aqui um excerto deste livro

3*

Sem comentários:

Enviar um comentário