terça-feira, 1 de setembro de 2015

Em nome da memória

Título original: My name is Memory
Autor: Ann Brashares
Nº de páginas: 348
Preço: 8,90€
Editora: Quinta Essência

"Daniel passou vários séculos a apaixonar-se pela mesma rapariga. Vida após vida, atravessando continentes e dinastias, ele e Sophia (apesar de ela mudar de nome e forma) têm sido atraídos um para o outro, e ele lembra-se de tudo. Daniel tem «a memória», a capacidade de recordar vidas passadas e reconhecer as almas daqueles com quem viveu anteriormente. É um dom e uma maldição. Por todas as vezes que ele e Sophia estiveram juntos ao longo da história, também foram afastados dolorosamente, fatalmente. Um amor sempre demasiado curto.
Intercalados na atual relação de Sophia e Daniel há vislumbres da sua longa história juntos. Da Ásia Menor em 552 à Inglaterra de 1918 e à Virgínia de 1972, as duas almas partilham um longo e, por vezes, tortuoso caminho de busca contínua uma pela outra. Mas quando a jovem Sophia (agora «Lucy» no presente) começa finalmente a despertar para o segredo do seu passado em comum, a compreender a verdadeira razão da intensidade da sua atração, a força misteriosa que sempre os afastou reaparece. Em última análise, têm de compreender o que se atravessa no caminho do seu amor para poderem passar a vida juntos."

Opinião
Perdida ao longo da história da humanidade, chega-nos a história de Daniel e Sophia. Daniel é um rapaz especial que possui o dom da memória, a capacidade de recordar vidas passadas e de reconhecer almas que já se cruzaram consigo noutras vidas. É assim que ele consegue reconhecer Sophia, a rapariga por quem se apaixonou há muitos séculos atrás.

A história de Daniel e Sophia sempre foi infeliz. Os dois encontraram-se várias vezes ao longo dos tempos, mas sempre foram separados por forças maiores. Agora, Sophia (no presente, Lucy) e Daniel voltam a encontrar-se, mas ela não o reconhece porque não tem o mesmo dom de Daniel. Apesar disso, ela sente que existe uma força superior que a aproxima de Daniel e vai tendo vários sonhos de acontecimentos que se passaram noutras vidas.


Achei este tema da reencarnação bastante original, aliás, foi mesmo este tema que me fez agarrar neste livro. O facto da autora ter intercalado a história atual de Daniel e Sophia com a do passado, torna a história muito mais interessante. Os pormenores de locais longínquos e os acontecimentos históricos, como a Primeira Guerra Mundial, que acompanham a história, tornam-na mais rica.


As personagens não são muitas e o livro centra-se principalmente nos protagonistas, Daniel e Sophia/Lucy. No entanto, também temos o Ben, o curioso melhor amigo de Daniel, Marnie, a melhor amiga de Lucy, e Joaquim, o vilão da história.


Por fim, gostaria de acrescentar que o final é um pouco vago. Não há um fim mesmo definido. Não conseguimos perceber qual é o final destes dois, apesar de conseguirmos prever mais ou menos o que acontece. No entanto, fico à espera, de quem sabe, uma continuação? Pode ser que aconteça.


Citações
"Nunca tive um filho e nunca envelheci. Não sei porquê. Testemunhei a beleza em inúmeras coisas. Apaixonei-me, e ela é quem subsiste. Matei-a uma vez e morri por ela muitas outras e ainda assim nada tenho que o demonstre. Procuro-a sempre; recordo-me sempre dela. A minha esperança é que, um dia, ela se recorde de mim."

"- Era suposto recordares-te... dele. Era suposto lembrares-te de como o amaste. Ele disse que regressaria e tu prometeste que te lembrarias dele."

"A viagem pelo deserto com Sophia naquele excelente cavalo foi uma das ocasiões mais felizes de todas as minhas vidas. Confesso que a revivi tantas vezes que já mal me recordo dela. Os meus sentimentos são suficientemente fortes para refractarem e distorcerem a verdade daquela viagem. Mas também, como o meu amigo Ben diria, os meus sentimentos são a verdade daquela viagem."

"- Por favor, tenta acreditar em mim - pedi. - Isto não aconteceu por acidente. Tens estado comigo desde a minha primeira vida. De cada vez, és a minha primeira memória, o fio condutor de todas as minhas vidas. És tu quem faz de mim uma pessoa."
4*

Sem comentários:

Enviar um comentário