quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Eu sou Malala

Título original : I am Malala
Autor: Malala Yousafzai com Patricia McCormick
Nº de páginas: 234
Editora: Editorial Presença

"Malala Yousafzai tinha apenas dez anos quando os Talibãs tomaram o controlo da região onde vivia. A música passou a ser um crime. As mulheres foram proibidas de ir ao mercado. As raparigas deixaram de poder ir à escola.
Nascida numa zona do Paquistão outrora pacífica, mas depois transformada pelo terrorismo, Malala foi educada a defender os valores em que acredita. E sob o regime talibã lutou pelo seu direito à educação. No dia 9 de outubro de 2012, quase perdeu a vida por essa causa: foi gravemente atingida à queima-roupa quando regressava a casa na carrinha da escola. Ninguém esperava que ela sobrevivesse. Hoje, Malala é um símbolo do protesto pacífico e a pessoa mais jovem de sempre a receber o prémio Nobel da Paz. Esta edição das suas memórias dirigida aos leitores mais jovens, dá-nos a conhecer a história extraordinária de uma rapariga que soube desde muito cedo que queria mudar o mundo - e mudou.
A história poderosa de Malala abre-nos os olhos para uma outra realidade e faz-nos acreditar na esperança, na verdade, nos milagres e na possibilidade de uma pessoa - ainda muito jovem - poder inspirar a mudança na sua comunidade e no mundo.


Opinião
Este é o tipo de livros que não podemos dar uma opinião concreta, pelo simples facto de ser uma biografia e se tratar de uma história verídica. Não podemos contestar os pormenores, dizer que o autor podia ter seguido outra via. O que está escrito é a verdade, nua e crua, e temos de encará-la de frente.
Toda a gente já ouviu falar de Malala Yousafzai. Quer seja pela sua luta pelo direito à educação, quer por ter ser a pessoa mais jovem a ser galardoada com o Prémio Nobel da Paz. A história de Malala é uma lição de vida que todos deveríamos ter em conta. Vivemos num mundo cruel, em que ainda existem injustiças e desigualdades entre homens e mulheres. A luta pela igualdade vai continuar sempre, porque haverá sempre preconceito e diferenças entre homens e mulheres. Mas exemplos como o de Malala fazem-nos acreditar que ainda há esperança no mundo e que os milagres acontecem.
As biografias não são a minha especialidade e peço desculpas por não conseguir fazer uma opinião mais concreta, mas tentei dar a minha visão da história de Malala e o que ela significou por mim. Se tiverem interesse em conhecer melhor esta jovem, este livro é uma excelente opção.

Excerto
Podes ler aqui um excerto deste livro

3*

Sem comentários:

Enviar um comentário