quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Eu sou Malala

Título original : I am Malala
Autor: Malala Yousafzai com Patricia McCormick
Nº de páginas: 234
Editora: Editorial Presença

"Malala Yousafzai tinha apenas dez anos quando os Talibãs tomaram o controlo da região onde vivia. A música passou a ser um crime. As mulheres foram proibidas de ir ao mercado. As raparigas deixaram de poder ir à escola.
Nascida numa zona do Paquistão outrora pacífica, mas depois transformada pelo terrorismo, Malala foi educada a defender os valores em que acredita. E sob o regime talibã lutou pelo seu direito à educação. No dia 9 de outubro de 2012, quase perdeu a vida por essa causa: foi gravemente atingida à queima-roupa quando regressava a casa na carrinha da escola. Ninguém esperava que ela sobrevivesse. Hoje, Malala é um símbolo do protesto pacífico e a pessoa mais jovem de sempre a receber o prémio Nobel da Paz. Esta edição das suas memórias dirigida aos leitores mais jovens, dá-nos a conhecer a história extraordinária de uma rapariga que soube desde muito cedo que queria mudar o mundo - e mudou.
A história poderosa de Malala abre-nos os olhos para uma outra realidade e faz-nos acreditar na esperança, na verdade, nos milagres e na possibilidade de uma pessoa - ainda muito jovem - poder inspirar a mudança na sua comunidade e no mundo.

Top 5 - Melhores livros de 2016

5 - Entre o agora e o sempre

4 - Crónica de paixões e caprichos

3 - Fala-me de um dia perfeito

2 - A rapariga no comboio

1 - Esmeralda

3 anos


Apesar da data já ter passado, não podia deixar de assinalar os três anos do blog (o aniversário comemora-se a 28 de Janeiro). Portanto, aqui ficam os meus votos de Feliz Aniversário e que venham muitos mais.

Crónicas de uma leitora #6


Ao contrário do ano anterior que consegui cumprir o Reading Challenge do Goodreads quase três meses antes do final do ano, este ano fiquei um pouco longe do objetivo. Tinha-me proposto a ler 20 livros e li 17. Também não coloquei a fasquia muito elevada, porque sabia que ia ser difícil as leituras. Vamos ver como corre este ano.

Um afastamento prolongado


Caros leitores, como devem ter reparado, o blog tem andado um pouco negligenciado por mim. Tal se deve à faculdade e aos mil um exames e frequência que tenho tido. Tem sido difícil conciliar tanta coisa, mas agora vou ter uns diazitos de férias e prometo aproveitá-los para tentar por o blog em dia. Peço imensas desculpas por este desaparecimento, acreditem que também me custa não poder vir aqui. Aproveito já para informar que não vou fazer o balanço literário do mês de Dezembro nem de Janeiro porque não li nada nestes meses. E já agora, desejo a todos um feliz ano novo relativamente atrasado...